Parcerias

Curtir no Facebook

.

.

Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

.

.

Mundo da Sustentabilidade
'Felinos - A luta pela sobrevivência' será lançado em São Paulo, em 9/4

 Felinos - A luta pela sobrevivência  será lançado em São Paulo, em 9/4

O livro Felinos - A luta pela sobrevivência, da Editora abook, relata a vida de oito espécies de felinos brasileiros ameaçados de extinção, O lançamento ocorrerá na próxima quinta-feira (9), a partir das 19h, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo.

Imagens do livro registradas por Adriano Gambarini, Fabio Colombini, Araquém Alcântara e Paulo Fridman serão leiloadas durante o evento. A renda do leilão e 20% do preço da capa do livro serão doados à ONG Associação Mata Ciliar.

A obra, patrocinada pela Tetra Pak, tem curadoria do biólogo Peter Crawshaw e traz a ficha-técnica de cada animal, análises de seus habitats naturais, além de dados atualizados das condições das florestas do Brasil.

 
Conheça Songdo, cidade em construção na Coreia do Norte que promete não agredir o meio ambiente

Conheça Songdo, cidade em construção na Coreia do Norte que promete não agredir o meio ambiente

Já imaginou morar em uma cidade onde nada agride a natureza? Esse é o projeto de uma cidade que está sendo erguida na Coreia do Norte, chamada Songdo, à beria do Mar Amarelo, com o que há de mais moderno em tecnologia e conceitos de urbanismo. O projeto, orçado em US$ 35 bilhões, prevê a construção de 80 mil apartamentos, 46 milhões de metros quadrados de escritórios e pode abrigar até 40 mil habitantes. Construída sobre uma ilha artificial, a cidade promete ser a mais sustentável do planeta, contando com controle inteligente de tráfego, wireless, 40% de áreas verdes, programas de reciclagem e uso consciente de água e energia.

 
Projeto carioca Nave do Conhecimento está entre finalistas de prêmio internacional de arquitetura

Projeto carioca Nave do Conhecimento está entre finalistas de prêmio internacional de arquitetura

Um projeto brasileiro chamou atenção mundial e agora está disputando um prêmio de um mais famosos sites americanos de arquitetura, o Architizer. As Naves do Conhecimento, do Rio de Janeiro, estão competindo na categoria "Edíficos Públicos" com outros quatro concorrentes da Bélgica, Itália, Japão e França.

Criadas em 2012, as Naves do Conhecimento foram projetadas pelo arquiteto Dietmar Stark, da Empresa Municipal de Urbanização (RioUrbe). São uma parceria público-privada, entre o Instituto Embratel Claro e a Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia da Cidade do RJ.

 
"Se Liga na Praça" convida paulistanos para revitalizar espaços públicos

 Se Liga na Praça  convida paulistanos para revitalizar espaços públicos

Se o espaço é público significa que é de uso comum e que nele podem ser realizadas atividades coletivas e se desenvolver relações entre diferentes grupos da sociedade. Sendo o mais democrático dos espaços, significa também que a responsabilidade por ele não é apenas do poder público.

Esse é um dos conceitos que guia o projeto Se Liga na Praça na capital paulista, realizado pelo Movimento Boa Praça, e pelas ONGs Acupuntura Urbana e Atados.

Contemplado pelo Edital Redes e Ruas, da Prefeitura de São Paulo, visa a conexão de moradores locais, instituições, poder público e voluntários para revitalizar e reativar duas praças da cidade, devolvendo-lhes sua função como local de lazer e integração entre as pessoas.

 
Edifícios comerciais na França deverão ter telhado verde ou painel solar

Edifícios comerciais na França deverão ter telhado verde ou painel solar

A França quer tudo "verde e renovável no alto". O país aprovou uma lei que obriga todos os novos edifícios comerciais a instalarem telhados ecológicos ou painéis solares.

A medida é parte da estratégia energética de reduzir a dependência das usinas nucleares que, atualmente, suprem cerca de 75% da demanda de energia do país, segundo dados da World Nuclear Association.

Aprovada na última semana pelo parlamento francês, a nova lei traz vários benefícios. As vantagens de painéis solares são simples: quando há sol, eles geram eletricidade, que pode ser usada tanto localmente, pelo próprio prédio, ou injetada de volta na rede elétrica.

 
Social Good Lab 2015 está com inscrições abertas para inovadores sociais de todo Brasil

Social Good Lab 2015 está com inscrições abertas para inovadores sociais de todo Brasil

Com a dinamização do mercado de trabalho e a presença cada vez mais forte das tecnologias, muitos profissionais estão “largando” a carteira assinada e se tornando donos do seu próprio negócio. Nesse cenário, o empreendedorismo social tem conquistado bastante destaque, por conta da promoção de mudanças onde, antes, só seria possível empreender com apoio do governo e de grandes corporações.

Com base nisso, o movimento Social Good Brasil, criado em 2012, desenvolveu o Social Good Lab, laboratório catalisador de ideias destinado a todos que querem fazer uso das tecnologias e de novas mídias para impactar positivamente a sociedade. Assim, inovadores de todo país podem inscrever seus projetos com vídeo de apresentação até o dia 12/4.

 
A desgovernança mundial da sustentabilidade

A desgovernança mundial da sustentabilidade

Ultimamente tenho lido muito sobre sustentabilidade. Muito mesmo. E tenho tristes constatações. Uma delas é que nunca se falou tanto em sustentabilidade como nos anos 2000, ao mesmo tempo em que esta foi simplesmente uma década perdida para a sustentabilidade nas empresas.

O último livro lido foi o recém-lançado “A desgovernança mundial da sustentabilidade” do professor de economia José Eli da Veiga, publicado pela Editora 34. O livro não é sobre sustentabilidade corporativa, mas de relações internacionais a partir da ótica da sustentabilidade. Fazendo um apanhado histórico de conferências, tratados, protocolos e uma série de encontros e documentos que, ao longo do último século, vêm tentando colocar a sustentabilidade na pauta dos países.

 
Escolas na Finlândia pretendem abolir a divisão do ensino por disciplinas

Escolas na Finlândia pretendem abolir a divisão do ensino por disciplinas

Depois de acabar com a obrigatoriedade do ensino da letra cursiva, a Finlândia vai lançar um programa revolucionário no sistema educacional do país. A reforma visa a acabar com a divisão do ensino por disciplinas, como matemática, história e química. Até 2020, todas as escolas do país, que é referência mundial pela qualidade da educação, devem substituir as matérias por tópicos e assuntos multidisciplinares na grade curricular.

Ao invés de ministrar aulas isoladas de geografia e história, os professores tratarão um tema como União Europeia, por exemplo, abordando elementos geográficos, econômicos, históricos e até de linguagem relacionados à Europa.

 
Primeiro arranha-céu feito de madeira ficará pronto em 2023, na Suécia

Primeiro arranha-céu feito de madeira ficará pronto em 2023, na Suécia

O Västerbroplan, de 11 mil m², é ambicioso: será o primeiro arranha-céu com estrutura de madeira maciça do planeta.

Desenvolvida pelo escritório dinamarquês C.F. Moller, a obra de 34 andares, com término previsto até 2023, tem tudo para se tornar um marco em Estocolmo graças às suas múltiplas características sustentáveis.

 
Cientistas holandesas usam composto vegetal para desenvolver asfalto ecologicamente correto

Cientistas holandesas usam composto vegetal para desenvolver asfalto ecologicamente correto

Uma equipe de cientistas holandesas afirma ter criado uma forma de utilizar um composto presente nas células vegetais na substituição do betume durante a fabricação de asfalto.

Segundo os pesquisadores da TNO, um laboratório que transforma ciência em aplicações sustentáveis que podem ser usadas no mundo real, uma molécula conhecida como lignina pode substituir o betume.

O betume, conhecido popularmente como piche, é um composto extraído da destilação do petróleo, processo altamente poluente.

 
Costa Rica bate recorde ao usar energia 100% renovável por 75 dias

Costa Rica bate recorde ao usar energia 100% renovável por 75 dias

O ano de 2015 já está sendo marcado por recordes na Costa Rica. Durante 75 dias consecutivos, toda a energia consumida nesse pequeno país da América Central veio de fontes renováveis.

A proeza foi alcançada graças às chuvas volumosas nos primeiros meses, que sustentaram a produção de suas quatro principais hidrelétricas. Outras fontes como eólica, solar, biomassa e energia geotérmica também ajudaram na oferta, conforme estudo do Instituto Costarricense de Energia (ICE).

 
Paris vai cortar carros pela metade para diminuir poluição

Paris vai cortar carros pela metade para diminuir poluição

A partir desta segunda-feira (23), Paris deverá cortar pela metade o número de carros nas ruas em caráter emergencial. As informações são do jornal Le Monde.

A prefeitura da cidade anunciou que carros com placas ímpares só poderão circular em dias ímpares, e carros com placas pares só poderão circular em dias pares. As restrições não se aplicam a táxis, veículos híbridos e carros que carreguem mais de três pessoas.

 
11 fatos que você precisa saber sobre a crise hídrica no Brasil

11 fatos que você precisa saber sobre a crise hídrica no Brasil

Há um ano quase não se falava em crise hídrica e hoje não passa um dia sem que o assunto seja pauta em pelo menos um veículo da mídia brasileira. Mas, o que aconteceu de lá para cá para essa mudança radical? Será que a problemática não deu sinais de que estava chegando? Para entender melhor esse contexto, especialistas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, instituição que atua há 25 anos pela proteção da biodiversidade brasileira, elencaram 11 fatores que influenciam a questão da crise da água no Brasil. De rios voadores à água virtual!

 
Absorção de carbono pela Amazônia caiu pela metade desde os anos 90

Absorção de carbono pela Amazônia caiu pela metade desde os anos 90

A Amazônia está perdendo sua capacidade de absorver carbono da atmosfera. Esta é a conclusão de um estudo com mais de 30 anos de duração realizado por quase 100 pesquisadores de vários países, entre eles o Brasil. O artigo foi publicado nesta quarta-feira na revista Nature.

A floresta amazônica absorve uma quantidade maior de dióxido de carbono do que libera, ajudando a controlar os efeitos climáticos provocados pelo acúmulo desse gás. Infelizmente, segundo o novo estudo, essa quantidade está diminuindo. Na década de 1990, a floresta absorvia 2 bilhões de toneladas de dióxido de carbono todos os anos. Agora, de acordo com Oliver Phillips, pesquisador da Universidade de Leeds, na Inglaterra, e um dos autores do estudo, a estimativa é que ela absorva metade disso, 1 bilhão de toneladas por ano.

 
Livros da Coleção Jatobá estimulam a ecoalfabetização das crianças

Livros da Coleção Jatobá estimulam a ecoalfabetização das crianças

Desde cedo é necessário ensinar aos pequenos a importância de questões como uso da água, consumo consciente, mobilidade urbana, alimentação e lixo. Com foco nestes assuntos, a jornalista Rosana Jatobá escreveu uma série de livros para a criançada.

A Coleção Jatobá, publicada pela editora Grupo Plano B, é composta por sete obras para meninos e meninas entre 7 e 8 anos. O objetivo é desenvolver nas crianças a consciência em relação ao meio ambiente e a um modo de vida mais sustentável para a sociedade. É o que a autora chama de "ecoalfabetização".

 
Câmera permite que cegos leiam sem saber braille

Câmera permite que cegos leiam sem saber braille

Um protótipo de câmera desenvolvido no laboratório do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) pode ajudar cegos que não sabem ler em braille.

A câmera, chamada FingerReader, fica acoplada sobre o dedo do usuário e possui uma série de sensores que "leem" o texto na página para o leitor. Enquanto o dedo do utilizador passa ao longo de uma linha de texto, ela gera o áudio correspondente em tempo real.

Segundo o CNET*, o dispositivo depende dos algoritmos associados à câmera. Quando o usuário coloca o dedo na página, no início de uma nova linha, estes algoritmos fazem diversas suposições sobre onde está linha de base do texto, com base na densidade - letras ascendentes e descendentes de um texto são menos densas do que a mediana.

 
Conheça o copo descartável que se transforma em árvore

Conheça o copo descartável que se transforma em árvore

Todos os dias nós produzimos toneladas de lixo. Mas nem sempre sabemos realmente onde ele vai parar. Pensando em aumentar a consciência dos consumidores sobre seus hábitos e os resíduos gerados por eles, a startup Reduce.Reuse.Grow. criou um copo descartável de café que traz sementes embutidas.

Ao invés de descartar o copo, é possível plantá-lo. Dentro de 180 dias, ele se desintegra e dá origem a uma muda de planta, gerando desde flores a uma variedade de árvores nativas.

O consumidor pode, por exemplo, plantar o copo em sua comunidade para realçar a paisagem local, espaços urbanos ou jardins comuniatários.

 
Tecnologia pode transmitir energia solar do espaço para a Terra

Tecnologia pode transmitir energia solar do espaço para a Terra

Cientistas japoneses conseguiram transmitir energia elétrica pelo ar. Os pesquisadores usaram micro-ondas para transmitir 1,8 kW de energia elétrica até um receptor que estava a 55 metros de distância.

Apesar de a distância ser pequena, a tecnologia pode ser o embrião da exploração da energia solar disponível no espaço para o uso na Terra, segundo um porta-voz da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA).

"Essa foi a primeira vez que alguém conseguiu enviar a um pequeno aparelho quase 2 kW de energia elétrica por meio de micro-ondas", afirmou um porta-voz da agência.

 
Olho na Água, uma iniciativa que visa monitorar a distribuição hídrica

Olho na Água, uma iniciativa que visa monitorar a distribuição hídrica

Alguns estados brasileiros tem aceitado pacificamente a escassez de água e apesar das medidas tomadas pelo governo, a adequada distribuição hídrica está distante de se tornar realidade.

Só no estado de São Paulo, a crise hídrica já afeta quase metade da população (em torno de 20 milhões de pessoas) em 68 municípios, e isso não é resultado apenas da ausência de chuva e da falta de conscientização da população: o desperdício causado por vazamentos e ligações clandestinas atingem grandes proporções, podendo chegar a algo em torno de 36%, segundo a Sabesp.

 
Deficientes visuais podem 'sentir' quadros mais famosos da humanidade em museu de Madri

Deficientes visuais podem  sentir  quadros mais famosos da humanidade em museu de Madri

O Museu do Prado, em Madri, criou uma exposição voltada para deficientes visuais. Na mostra Hoy Toca el Prado*, os visitantes podem passar a mão e sentir a superfície das réplicas, em altíssima definição e três dimensões, de alguns dos quadros mais famosos da humanidade. Entre as obras da mostra, estão quadros de Goya, Da Vinci, El Greco e Velázquez.

As reproduções são resultado de um novo processo de impressão desenvolvido por pesquisadores espanhóis, chamado Didú. No processo, os objetos físicos que "saltam do quadro" são construídos a partir de um método semelhante ao usado por uma impressora 3D, mas utilizando uma nova técnica química.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 87