.

.

.

Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

.

.

É possível empreender com sustentabilidade?

Diariamente todos somos responsáveis por algum impacto negativo ao meio ambiente, seja no ato de tomar banho ou nos deslocarmos por meio de um veículo automotivo. Com as empresas não seria diferente. Como a meta das organizações é o lucro, para atingir esse objetivo muitas vezes os produtos e serviços são programados para terem uma vida útil otimizada e para isso, algumas características são modificadas, o que consequentemente pode acarretar em impactos nocivos ao meio ambiente. Porém, a falta de preocupação com as ações sustentáveis pode levar a danos irreversíveis à imagem das empresas. Atualmente, empreender, em qualquer tipo e tamanho de negócio, significa dar atenção e preocupar-se com cada aspecto do meio ambiente, em todas as etapas da produção.

É preciso adequar as atividades da empresa ao conceito de desenvolvimento sustentável, de forma que seja alcançada uma licença social para empreender, ou seja, que a sociedade legitime o trabalho daquela empresa como sendo importante para a oferta de serviços e produtos de qualidade, mas que seja percebido que no processo de produção há o esforço da organização em evitar poluição e impactos ambientais negativos. Portanto, seja pela preocupação com a imagem ou pelas multas exorbitantes que pode gerar um desastre ambiental, empresas inteligentes devem se preocupar em manter a gestão ambiental em plena conformidade.

Uma forma para as organizações estruturarem as atividades, voltadas para o meio ambiente, é se adequando ao Internacional Organization for Standardization, conhecido pela sigla ISO. Contar com um sistema de gestão ambiental conhecido e reconhecido no mundo envolve uma série de vantagens diante do mercado, da sociedade e do público interno da organização. A certificação voltada para o Sistema de Gestão Ambiental (SGA) de uma empresa é a ISO 14001, que abarca os seguintes pontos: sistema de gestão ambiental, auditorias ambientais, rotulagem ambiental, comunicação ambiental, análise do ciclo de vida, desempenho ambiental, aspectos ambientais e terminologia. A aplicação do SGA pode gerar diversas vantagens para as empresas, como o aumento da rentabilidade, pois ela gera queda nos gastos com energia e resíduos, além da redução dos custos, prevenindo poluição e diminuição de gastos com descartes de produtos. O SGA também permite um crescimento da competitividade internacional da organização já que muitas empresas internacionais exigem como forma de fechamento de contrato a certificação em algumas normas, entre elas a ISO 14001.

Outra vantagem em relação à aplicação de sistemas de gestão ambiental nas empresas está relacionada a situações como catástrofes ambientais decorrentes de erros das indústrias ou empresas de produção, que podem gerar multas com valores exorbitantes, na casa dos bilhões. Além da imagem danificada, muitas destas empresas chegam a ter que fechar as portas pelos gastos onerosos. A certificação na ISO 14001 apresenta o conhecimento da legislação em vigor no que se refere a sua área de atuação e também as principais orientações que devem ser adotadas para evitar problemas deste nível. Portanto, ter o selo ambiental não significa apenas ser uma empresa ecologicamente correta, mas evitar prejuízos e multas desnecessárias por agressão à natureza. É importante frisar que o sucesso da norma não está apenas na conquista da certificação, mas a continuidade do cumprimento de cada um dos requisitos estabelecidos pela ISO 14001.

Portanto, diante da tomada de consciência mundial referente à preservação e conservação do meio ambiente ocorrida nos últimos anos, há necessidade de um grande processo de transformação nas empresas. As empresas devem se adequar a essa nova realidade, pois aquelas que persistirem em manterem processos nocivos e degradáveis ao meio ambiente estarão destinadas ao fracasso em curto espaço de tempo. Muito mais de que uma questão de reputação momentânea, a consciência ambiental para as empresas está se tornando uma condição de sobrevivência.

Fonte:

Guilherme Arruda - Diretor da Consultoria Online Verde Ghaia
Administradores
15/11/2017