Parcerias

Curtir no Facebook

.

.

Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

Recicle!

.

.

Transição para economia de baixo carbono custará US$ 3 trilhões, estimam especialistas

Transição para economia de baixo carbono custará US$ 3 trilhões, estimam especialistas

Quanto custará a transição para uma economia global de baixo carbono? Segundo estudiosos do clima de todo o mundo o investimento é de US$ 3 trilhões por ano, sendo US$ 1 trilhão apenas no setor de energia. A estimativa foi debatida na terça-feira, 27 de outubro, no seminário The Rio Climate Challenge - Rio Clima 2015, que teve nesta terceira edição o tema Transição para economias de baixo carbono.

No evento, que é preparatório para a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP21) - marcada para o período de 30 de novembro a 11 de dezembro, em Paris - os debates foram fechados ao público. Participaram do encontro especialistas do Brasil, França e Estados Unidos.

 
Sociedade com custo marginal zero - A internet das coisas, os bens comuns colaborativos e o eclipse do capitalismo

Sociedade com custo marginal zero - A internet das coisas, os bens comuns colaborativos e o eclipse do capitalismo

Na segunda metade do século XXI, a economia mundial será híbrida e um sistema colaborativo estará convivendo com um capitalismo cada vez menos importante.

A previsão provocativa é do americano Jeremy Rifkin, que acaba de publicar seu novo livro em português: Sociedade com custo marginal zero - A internet das coisas, os bens comuns colaborativos e o eclipse do capitalismo.

Depois de uma série de bestsellers sobre os impactos da tecnologia na economia, ele foi além e vislumbrou um futuro no qual a lógica colaborativa da internet tomou conta de quase todo o sistema.

 
Máquina troca resíduos recicláveis por vale-transporte em terminal do Rio

Máquina troca resíduos recicláveis por vale-transporte em terminal do Rio

Os usuários do transporte público da Zona Oeste do Rio podem agora trocar cinco embalagens recicláveis por um cartão RioCard. Na prática, o usuário troca lixo por uma passagem de ônibus. A novidade teve início no dia 19 de outubro, no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca.

A ideia foi a vencedora entre mais de 1,6 mil propostas entre 2013 e 2014 no Rio+, uma plataforma de soluções colaborativas para a cidade. O projeto é idealizado pela plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria.

 
Casa autossuficiente em Niterói dispensará redes elétrica, de água e esgoto

Casa autossuficiente em Niterói dispensará redes elétrica, de água e esgoto

As casas do futuro poderão dispensar as redes elétrica, de água e esgoto. E uma prova real disso está prestes a ser concretizada em Niterói, no Rio de Janeiro, por meio do projeto NO.V.A (Nós Vivemos o Amanhã), uma parceria entre a empresa Ampla com a PUC-Rio e FGV-RJ.

A iniciativa disponibilizou um site onde pessoas do mundo todos eram convidadas a deixar suas sugestões do que seria para eles uma casa ideal no futuro.

 
Primeiro corredor de eletropostos do Brasil será inaugurado em novembro

Primeiro corredor de eletropostos do Brasil será inaugurado em novembro

O primeiro corredor de eletropostos do Brasil, que ligará Campinas a São Paulo, será inaugurado pela CPFL Energia na primeira semana de novembro.

Até 2018, a empresa de distribuição de energia promete mais 25 pontos de recarga de carros elétricos públicos (em ruas) e semi-privados (dentro de shoppings, por exemplo).

O primeiro equipamento fica no posto da rede Graal do km 67 da rodovia Anhanguera. O segundo, ainda sem previsão de início de funcionamento, será no posto do km 56 da rodovia Bandeirantes, também da rede Graal.

 
OMS classifica carne processada como alimento cancerígeno

OMS classifica carne processada como alimento cancerígeno

Carnes processadas – como salsicha, presunto, linguiça, hambúrguer e bacon – foram classificadas como alimentos cancerígenos para seres humanos, conforme divulgado na segunda-feira, 26 de outubro, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Já a carne vermelha, incluindo partes do boi, porco, carneiro, bode e cavalo, foi classificada como alimento de provável risco cancerígeno.

A decisão foi tomada pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer (Iarc, na sigla em inglês) e levou em consideração evidências de que o alto e frequente consumo de carne processada provoca câncer colorretal.

 
Relatório do Pnuma revela impactos do comércio mundial no meio ambiente

Relatório do Pnuma revela impactos do comércio mundial no meio ambiente

Ao passo em que os países vêm se tornando cada vez mais dependentes do comércio mundial, com 40% dos recursos extraídos no mundo ligados direta ou indiretamente ao comércio, novas políticas são necessárias para tratar de impactos ambientais adversos, de acordo com novo relatório internacional divulgado na segunda semana de outubro.

“Comércio Internacional em Recursos: Uma análise biofísica”, produzido pelo Painel Internacional de Recursos (IRP, em inglês), organizado pelo Programa da ONU para o Meio Ambinete (Pnuma), revela que o valor das trocas comerciais internacionais cresceu seis vezes mais e o seu volume mais que dobrou entre 1980 e 2010.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 7 de 247