.

.

.

Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

Recicle!

.

.

Ministério do Meio Ambiente oferece cursos sobre água e sustentabilidade

Ministério do Meio Ambiente oferece cursos sobre água e sustentabilidade

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) anuncia cursos sobre água e sustentabilidade, na modalidade ensino a distância. As inscrições já estão abertas e vão até 11 de abril. Os interessados devem escolher um ou mais cursos, oferecidos sem tutoria.

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Ministério do Meio Ambiente é o local onde o participante terá acesso aos conteúdos e às atividades interativas e avaliativas dos cursos a distância.

Outros temas, como resíduos sólidos, unidades de conservação e geoprocessamento também serão trabalhados. Pela plataforma de ensino já passaram mais de 100 mil usuários.

 
Os problemas ambientais pela falta de uma ETE

Os problemas ambientais pela falta de uma ETE

Muito se fala sobre preservação do meio ambiente nos dias de hoje, mas normas e leis que deveriam ser cumpridas, para evitar desastres ambientais de grande impacto, têm sido negligenciadas por muitas empresas.

A poluição ambiental é uma preocupação mundial e o despejo de materiais sem o tratamento devido implica na perda da qualidade de vida, incluindo problemas de saúde. Por isso, é possível perceber uma mudança de prioridade em algumas indústrias e centros urbanos, mas ainda muito longe do ideal, pois grande quantidade de efluente continua despejada de maneira irregular, sem nenhuma espécie de triagem, cuidado ou tratamento intermediário.

Mais recentemente, em fevereiro, a mineradora norueguesa Hydro Alunorte, maior refinaria de alumina no mundo, foi responsabilizada pelo vazamento de suas barragens de rejeitos de bauxita, provocando grande contaminação em diversas áreas de Barcarena, nordeste do Pará.

 
Sustentabilidade no universo da moda

Sustentabilidade no universo da moda

Um dos produtos têxteis mais poluentes que existe é o jeans, o que gera uma situação crítica e a necessidade de mudar hábitos, principalmente aqueles relacionados ao consumo. Estima-se que uma calça jeans, em sua linha de fabricação, chega a usar 11 mil litros de água. E é bem por isso que a palavra sustentabilidade ganha importância nesse mercado.

O chamado “green mood” surge de diferentes maneiras inovadoras na indústria têxtil, que começa a auxiliar o cenário futuro do jeans. As empresas têxteis são um mercado em constante transformação e têm surpreendido muito.

 
China terá superestrada solar com carga automática de carros até 2022

China terá superestrada solar com carga automática de carros até 2022

A China terá até 2022 sua primeira superestrada solar, que permitirá carregar de forma automática os veículos elétricos que circulem pelos 161 quilômetros que unirão as cidades de Hangzhou e Ningbo, no leste do país.

A estrada, de seis pistas, contará com painéis solares ao longo de todo o percurso que carregarão automaticamente os veículos elétricos e permitirá a condução autônoma, em uma tentativa de descongestionar o tráfego de outra estrada paralela, segundo informou nesta segunda-feira o jornal oficial "Global Times".

Outra novidade é que os automóveis não terão que parar para pagar os pedágios, já que o valor será abonado de forma automática através de um chip instalado neles.

 
Cuidar dos oceanos é salvar o planeta, diz especialista Sylvia Earle

Cuidar dos oceanos é salvar o planeta, diz especialista Sylvia Earle

Agora não há mais desculpas. Oitenta anos atrás, quando Sylvia Earle era uma criança dando seus primeiros passos na areia da praia, o oceano era visto como uma fonte inesgotável de recursos, grande demais para ser influenciada de alguma forma pela ação humana. Os peixes não acabariam nunca, e o lixo jogado em suas águas simplesmente seria diluído ou desapareceria para sempre no fundo do mar.

Só que não. Hoje, aos 82 anos, com mais de 7 mil horas de mergulho e dezenas de expedições científicas na bagagem, a já lendária oceanógrafa americana viaja incansavelmente pelo mundo, com a missão de apagar essa visão equivocada e abrir os olhos das pessoas para a realidade dos fatos.

“Basta olhar as evidências”, diz ela. Os impactos da ação humana no oceano são imensos. Cerca de metade dos recifes de coral da Terra já desapareceu, e cerca de 90% dos grandes peixes marinhos – animais esplendorosos como o atum-azul, o espadarte e várias espécies de tubarão – já foram extirpados do oceano pela pesca. Uma chacina equivalente à devastação das florestas e à matança de elefantes, tigres e outros animais selvagens em terra; só para citar alguns exemplos.

 
Áreas protegidas aumentam, mas falta efetividade

Áreas protegidas aumentam, mas falta efetividade

As áreas de proteção propostas para o Arquipélago de São Pedro e São Paulo e para a Ilha de Trindade, com mais de 400 mil quilômetros quadrados cada uma (um território oceânico do tamanho do Paraná), se aprovadas, entrarão para a lista das 20 maiores unidades de conservação marinhas do mundo – nas posições 16.ª e 17.ª

A criação de áreas protegidas gigantes no oceano virou uma tendência mundial nos últimos anos, impulsionada pela adoção das chamadas Metas de Aichi, acordo internacional sancionado pela Convenção sobre Diversidade Biológica das Nações Unidas, que prevê a proteção de pelo menos 10% das áreas costeiras e marinhas de cada país signatário até 2020. Mais de 14 milhões de km² de áreas protegidas marinhas foram criadas desde 2010, quando o acordo foi assinado, elevando a taxa de proteção global dos oceanos de 2,5% para quase 7%, segundo dados do World Database on Protected Areas.

 
Sustentabilidade na estratégia de negócios: possibilidades para o setor de construção civil

Sustentabilidade na estratégia de negócios: possibilidades para o setor de construção civil

Satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de que futuras gerações tenham suas próprias necessidades atendidas. Em 1987, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento da ONU já alertava para as diretrizes do chamado Desenvolvimento Sustentável. Essa visão antecipava o que viria a ser a Sustentabilidade aplicada à maneira como interagimos com nosso contexto cotidiano, através das relações de consumo e hábitos diários.

Visando atingir à fatia do mercado interessada em gerar menor impacto, empresas iniciaram o movimento de relampejar processos, produtos e inovações que atendessem à necessidade de seus consumidores sem perder de vista a sustentabilidade de seus próprios negócios. Um exemplo que tomou conta dos noticiários nos últimos anos foi a Tesla, que revolucionou o mercado com veículos elétricos com preços acessíveis à população. Apesar da distância entre os números de produção, venda e faturamento em comparação à produção de montadoras de veículos tradicionais, a empresa se tornou a fabricante de automóveis norte-americana mais valiosa na visão de acionistas.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 257